O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, classificou a epidemia de overdose por opioides uma emergência de saúde pública. “Essa é a pior crise de drogas da história do país”, disse o republicano durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira ao lado da primeira dama, Melania.

Com o movimento, estados terão maior flexibilidade para usar fundos federais no combate à epidemia. A última emergência de saúde pública foi declarada em 2009, em resposta ao surto de gripe H1N1.

De acordo dados do governo dos EUA, 175 americanos morrem em decorrência de overdoses dessas drogas todos os dias. Só no ano passado, um milhão de pessoas usaram heroína e 11 milhões usaram medicamentos opioides de forma abusiva. Em 2016, 60 mil pessoas faleceram por conta do vício nesses analgésicos.

Embora tenha sido classificada como tal em 2017, a epidemia de opioides é um problema antigo no país. Segundo números da agência AFP, mais de 180 mil pessoas morreram desde 1999 e uma delas foi o cantor Prince, que faleceu em abril de 2016 aos 57 anos após uma overdose acidental de fentanil.

Fonte: Exame

COMPARTILHAR