Projeto para produção de ovos caipiras na Comunidade Quilombola São Miguel continua a todo vapor, segundo o Diretor do Departamento Agropecuário, Eloar Castelaci, o grupo de produtores do Quilombo São Miguel que iniciaram o projeto de produção de ovos caipira receberam as primeiras remessas de pintainhas.

O projeto tem por finalidade, no primeiro momento, atender o consumo da comunidade, que hoje conta com mais de setenta famílias que já estão inseridas na produção de hortifruti, doces, farinha, mandioca, pamonha que estão legalizados pela inspeção municipal e com análises laboratoriais dos produtos manipulados.

A remessa de pintainhas conta com 300 unidades que já estão alojadas, e no prazo de seis meses começaram a produzir.

A meta até o final do ano e de mil produtoras. “ A princípio serão consumidos dentro do quilombo, mas, quando a produção alcançar uma escala maior, a produção será legalizada para a comercialização em feiras, mercados e mercearias e possivelmente na merenda escolar”, disse Eloar.

COMPARTILHAR