O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) afirmou nesta sexta-feira (3), no último número de sua revista semanal pela internet Al Naba (As Notícias), que o autor do atentado de Nova York é um de seus “soldados”. A informação é da Agência EFE.

Uma coluna da Al Naba relata brevemente o atentado, citando informações de “veículos de imprensa” e sem usar qualquer fonte interna do grupo terrorista, como é usual quando reivindica ataques cometidos no exterior.

As autoridades norte-americanas acreditam que o autor do atropelamento em Nova York, o uzbeque Sayfullo Saipov, atuou sozinho, inspirado por toda a propaganda do EI que tinha em seu poder, afirmou (2) à noite o chefe da luta antiterrorista da polícia nova-iorquina, John Miller.

Também na revista é lembrado o tiroteio de Las Vegas, ocorrido há um mês, onde morreram 58 pessoas, reivindicado pelo Estado Islâmico em dois comunicados.

Vítima sendo socorrida após ataque terrorista em Nova York. Foto:Reprodução/ O Globo 

O tiroteio de Las Vegas, ocorrido no dia 1º de outubro, foi cometido pelo americano Stephen Paddock, de 64 anos.

A revista do EI identifica o atirador com o apelido de “Abu Abdul Bar al-Amriki” e assegura que as ações foram uma “resposta dos soldados do califado nos Estados Unidos e na Europa ao chamado” do grupo terrorista para responder à ofensiva dos “cruzados” contra os jihadistas na Síria e no Iraque. (Com EBC).

O presidente Donald Trump pediu queSaipov seja condenado à morte. “O terrorista de Nova York estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do EI em seu quarto do hospital. Matou oito pessoas, deixou 12 gravemente feridas. Deveria receber a pena de morte!”, disse o chefe da Casa Branca em mensagem no Twitter. (Com EBC).

Fonte: MS Noticias/Por: Tero Queiroz

COMPARTILHAR