O Brasil ficou pequeno para o judoca douradense Breno Dias, da Associação Cano de Judô. Na sexta-feira (3), em Lima, no Peru, Breno conquistou a medalha de ouro no Campeonato Panamericano Sub-13 com campanha perfeita ao derrotar todos adversários por ipon. A competição, na categoria +52 kg, foi disputada por 14 judocas dos Estados Unidos, México, Argentina, Peru, Colômbia, Equador, Uruguai e do Brasil, que além de Breno, foi representado pelo carioca Lorenzo Strahsburg.

Breno Dias começou a caminhada rumo ao ouro contra o americano Evan Miller na primeira fase e fechou a luta com ipon. Depois, nas quartas de final, o adversário foi o peruano Sanchez Culqui e, mesmo contra a torcida local, não se intimidou e novo ipon pôs fim ao combate. Na semifinal Breno teve mais uma vez os Estados Unidos como oponente com Amiran Tchitchueishvili, mas o fim da luta não foi diferente com mais um ipon.

A disputa da medalha de ouro foi contra o colombiano Harold Mora e, com golpes descritos pelo Sensei Alexandre Cano da ACJ, que acompanha o judoca em Lima, como “lindos e perfeitos”, Breno não precisou do tempo regulamentar e aplicou outro ipon com um minuto e vinte segundos de combate. Para dar mais brilho ao ouro, o douradense terminou a competição sem ser penalizado com nenhuma pontuação, ou seja, nenhum dos adversários conseguiu aplicar um golpe válido. O Brasil levou também um bronze com Lorenzo Strahsburg.

Sul-Americano
Passado o Panamericano, Breno Dias segue em Lima para mais uma competição internacional. Neste domingo, o judoca volta ao tatame para o Campeonato Sul-Americano Sub-13, com participação de 12 judocas de seis países. Nesta, Breno estreia em luta com gosto de revanche para Harold Mora. Lorenzo Strhsburg enfrenta Ignacio Pataro, do Uruguai, na primeira rodada.

Fonte: Dourados Agora

COMPARTILHAR